21/09/2020

Gazeta Amparense

As principais informações

Agências do INSS reabrem com fila de 900 mil pedidos travados

Agências dos INSS reabrem nesta segunda com a missão de zerar uma fila de quase um milhão de pedidos que ficaram travados desde o começo da pandemia.

São casos em que o órgão fez a análise, mas entendeu que eram necessários mais documentos, para comprovar o direito ao benefício.

Com as agências fechadas, nos últimos meses, era possível fazer o envio pela internet, por exemplo. Mas, ainda assim, muita gente não conseguiu resolver as pendências.

Cerca de 300 mil pedidos travados são referentes ao auxílio-doença. Nesse tipo de situação, não era possível fazer a perícia, com as agências fechadas.

Por isso, o Governo autorizou o pagamento, nos últimos meses, mediante envio do atestado médico, de até três parcelas de um salário mínimo.

E as pessoas com direito a um valor maior teriam que ir até uma agência, após a reabertura.

Porém, durante o período em que elas estiveram fechadas, teve gente que sequer conseguiu receber essas parcelas de um salário mínimo.

Apesar disso, uma coisa foi positiva, nos últimos meses: enquanto as agências estavam fechadas, os servidores do INSS passaram a trabalhar de maneira remota.

E aqueles que atuavam no atendimento ao público começaram a ajudar na análise de pedidos, o que acelerou os processos.

Com isso, sem contar, é claro, esses casos que por algum motivo ficaram travados, o prazo de espera para a liberação de um benefício, que chegou a quase três meses, no começo do ano, caiu pra cerca de 30 dias, diz o órgão.

Vale lembrar, porém, que nem todas as agências reabrem nesta segunda. E que só serão feitos, por enquanto, atendimentos agendados por telefone ou pela internet.